novembro 14, 2012

Vassie'


'sempre soube que o amor era uma planta. mas vim a descobri que a amizade também o é; que vive no entredito, no entrevisto, no imaginado; na subtileza do que se supõe descoberto. na espera, na familiaridade da semelhança, na estranheza das confissões, na riqueza da discordância.
mas a vida trouxe-me presentes, risos de ouro, mensagens de incenso, e histórias de mirra; olhos sinceros, e contactos secretos, que se constroem no espanto de se ver reflectida em afectos alheios. e imagino uma estrela que brilha, quase do outro lado do mundo, quase ao alcance das minhas mãos.
depois encontro as tuas palavras, e o meu peito enche-se de uma brisa nova. uma lágrima foge, e rola, torna-se num alívio e consolo; porque sei que apesar das lembranças que nos separam, tu entendes-me.'


amo.te mana





6 comentários:

  1. Sim habituei-me realmente a não preocupar ninguém comigo.

    Então porquê? Identificaste-te com aquele texto porquê? *-*

    ResponderEliminar
  2. http://theohtersideofdarkness.blogspot.pt/
    link do blog ((:

    ResponderEliminar
  3. De nada.
    Ai eu adoro esta música do teu blog! ((:

    ResponderEliminar